Skip to content
Metodologia Científica

Métodos de Procedimentos

Diferentes dos métodos de abordagem, os métodos de procedimentos (considerados às vezes também em relação às técnicas) são menos abstratos; são as etapas da investigação. Assim, os métodos de procedimentos, também são chamados de métodos específicos ou discretos, estão relacionados com os procedimentos técnicos a serem seguidos pelo pesquisador dentro de determinada área de conhecimento. Os métodos escolhidos determinarão os procedimentos a serem utilizados, tanto na coleta de dados e informações quanto na análise. Mais especificamente, visam a fornecer a orientação necessária à realização da pesquisa social, em especial no que diz respeito à obtenção, ao processamento e à validação dos dados pertinentes à problemática do objeto da investigação realizada. (PRODANOV; FREITAS, 2013).

Alguns autores dividem os métodos científicos em métodos de abordagem e métodos de procedimentos (indicam os meios técnicos da investigação). O que leva a compreensão de que existe uma divergência de conceitos nessa esfera já que um grupo de autores consideram que os métodos de procedimentos são na verdade as técnicas utilizadas para a realização da pesquisa científica. Explicaremos, neste site, de acordo com os conceitos de cada autor. (MATIAS-PEREIRA, 2018).

Os principais métodos de procedimentos nas ciências são: método histórico; método comparativo; método monográfico ou estudo de caso; método estatístico; método tipológico; método funcionalista; método estruturalista e método etnográfico. Geralmente, em uma pesquisa, além do método de procedimento estatístico, utiliza-se outro ou outros, que devem ser assinalados. (MARCONI; LAKATOS, 2018).

Estes métodos têm por objetivo proporcionar ao investigador os meios técnicos para garantir a objetividade a precisão no estudo dos fatos sociais. Mais especificamente, visam fornecer a orientação necessária à realização da pesquisa social, sobretudo no referente à obtenção, processamento e validação dos dados pertinentes à problemática que está sendo investigada. Podem ser identificados vários métodos desta natureza nas Ciências Sociais. Nem sempre um método é adotado rigorosa ou exclusivamente numa investigação. Com frequência, dois ou mais métodos são combinados. Isto porque nem sempre um único método é suficiente para orientar todos os procedimentos a serem desenvolvidos ao longo da investigação.

Alguns autores ampliam consideravelmente o elenco desses métodos, incluindo aí o método do questionário, da entrevista, dos testes e muitos outros. Essa postura implica considerar, também, como método os procedimentos específicos de coleta de dados. É certo que o contraste entre método e técnica é uma questão de grau, e, consequentemente, a inclusão desses procedimentos numa ou noutra categoria decorre de razões de certa forma arbitrárias. A postura aqui adotada deve-se à conceituação de método, enquanto conjunto de procedimentos suficientemente gerais, para possibilitar o desenvolvimento de uma investigação científica ou de significativa parte dela. (GIL, 2019).

Os métodos de procedimentos, por sua vez, seriam etapas mais concretas da investigação, com finalidade mais restrita em termos de explicação geral dos fenômenos e são menos abstratas. Pode-se dizer até que, pelo uso mais abrangente, se erigiriam em métodos. Pressupõem uma atitude concreta em relação ao fenômeno e estão limitados a um domínio particular. Na área restrita das Ciências Sociais, são em geral utilizados vários, concomitantemente. (MARCONI; LAKATOS, 2019).

—————————

Referências Bibliográficas:

GIL, Antonio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do Trabalho Científico. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2018.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de Metodologia Científica. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

MATIAS-PEREIRA, José. Manual de Metodologia da Pesquisa da Científica. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2018.

PRODANOV, Cleber Cristiano.; FREITAS, Ernani Cesar de Freitas. Metodologia do Trabalho Científico [recurso eletrônico]: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

Send this to a friend