Skip to content
Metodologia Científica

Metodologia Científica

O que é metodologia científica

Metodologia Científica é um site próprio para a iniciação da pesquisa científica, para o desenvolvimento de, por exemplo, TCC, monografias, dissertações e teses, assim como para a atualização e qualificação de professores e pesquisadores.


Em se tratando de pesquisa científica, assim como nos tipos de pesquisas, a Metodologia compreende um conjunto de operações que devem ser sistematizadas e trabalhadas com consistência a partir dos seguintes procedimentos: clareza na colocação do problema; atendimento aos objetivos preestabelecidos; consistente revisão de literatura para construção do quadro teórico; escolha adequada dos instrumentos e/ou técnicas de pesquisa; definição de um cronograma das atividades; coleta e análise dos dados; e conclusão com recomendações (OLIVEIRA, 2018).

A iniciação científica é a etapa fundamental para a formação de pesquisadores e deveria constituir-se em o objeto de desejo de todo e qualquer estudante em nível de graduação, pois significa, na prática, é o primeiro momento da carreira acadêmica em que o estudante vai ter contato direto com a Metodologia Científica e vai começar a aprender sobre a aplicação de métodos e técnicas científicas. (CERVO; BERVIAN; DA SILVA, 2007)

Que é Metodologia da Pesquisa Científica?

Etimologicamente Metodologia vem do grego Méthodos – de meta (objetivo, finalidade), que significa maneira, forma de fazer algo, como se faz; hodos – caminho, direção; ou seja: “meio mais eficaz de atingir a meta, o objetivo”. Logo, Metodologia é o estudo da melhor maneira de executar uma ação, seja ela qual for. Mas, quando nos referimos a Metodologia da Pesquisa Cientifica nos referimos ao estudo da ação científica, ou seja, do estudo da pesquisa científica. (CAJUEIRO, 2015).

Metodologia é o estudo analítico e crítico dos métodos de investigação e de prova. A Metodologia não é, senão, uma reflexão sobre a atividade científica que está sendo desenvolvida para obter, em determinado momento, um retrato dessa atividade – retrato esse que deferirá de acordo com a Ciência sobre a qual estamos refletindo. (DENCKER; VIÁ, 2001).

Em resumo, uma possível definição para a expressão Metodologia Científica é – que ela deve ser, por indução – um conjunto de procedimentos automatizados que utilizamos no mundo acadêmico (científico) sempre que desejamos alcançar esses objetivos e essas soluções que categorizamos como específicos ou desse próprio mundo (MATTAR, 2017).

A Metodologia Cientifica é a disciplina que confere os caminhos necessários para o auto aprendizado em que o aluno é sujeito do processo, aprendendo a pesquisar e difundir o conhecimento obtido. A metodologia corresponde a um conjunto de procedimentos a ser utilizado na obtenção do conhecimento. É a aplicação do método, por meio de processos e técnicas, que garante a legitimidade científica do saber obtido. Ela estuda os métodos científicos sob os aspectos descritivos e da análise crítico-reflexiva. A metodologia é, pois, o estudo da melhor maneira de abordar determinados problemas no estado atual de nossos conhecimentos. Não procura soluções, mas escolhe maneiras de encontrá-las, integrando o que se sabe a respeito de métodos em vigor nas diferentes disciplinas científicas ou filosóficas. (BARROS; LEHFELD, 2014).

Para Oliveira (2018), entende-se como Metodologia de Pesquisa um processo que se inicia desde a disposição inicial de se escolher um determinado tema para pesquisar até a análise dos dados com as recomendações para minimização ou solução do problema pesquisado. Portanto, Metodologia é um processo que engloba um conjunto de métodos e técnicas para analisar, conhecer a realidade e produzir novos conhecimentos. O autor acredita que o leitor (a) já se deu conta de que a escolha do tema é o passo inicial da Metodologia da Pesquisa. Para avançar nesse entendimento é preciso ter bem claro que o estudo do tema depende da existência de fontes que podem ser resumidas em duas vertentes: a revisão da literatura e um determinado campo da realidade empírica para se fazer a pesquisa de dados.

De forma simplificada, Metodologia é o conjunto de métodos ou caminhos que são percorridos na busca do conhecimento. (ANDRADE, 2017).

Qual a importância da Metodologia Científica?

Com relação a importância da disciplina Metodologia Científica, ela é baseada na apresentação e no exame de diretrizes aptas a instrumentar o universitário no que tange ao estudo e ao aprendizado. Para os autores, mais valem o conhecimento e o manejo dessa instrumentação para o trabalho científico do que o conhecimento de uma série de problemas ou o aumento de informações acumuladas sistematicamente. Acreditam que a importância está voltada para assessorar e colaborar com crescimento intelectual do aluno e para a formação de um compromisso científico diante da realidade empírica. (BARROS; LEHFELD, 2014).

Quais são os objetivos da Metodologia Científica?

De acordo com Teixeira (2014) a Metodologia não deve ser vista apenas como uma disciplina cuja ênfase é o ensino de métodos e técnicas de como planejar, conduzir e apresentar uma pesquisa científica, mas sim, uma disciplina que elucida o que vem a ser essas técnicas, quais os métodos da ciência que atendem e em que bases epistemológicas se encontram fundamentadas.

O papel da Metodologia Científica é inserir o conhecimento científico no contexto geral da ciência destacando a importância, a fundamentação teórica, da busca da coerência, da correspondência e da compatibilidade, além da necessidade da evidência empírica. Sendo seu objetivo conceituar a metodologia e classificar a ciência em face dos seus objetos e formas de investigação. (DENCKER; VIÁ, 2001).

A Metodologia, quando aplicada, examina e avalia os métodos e as técnicas de pesquisa, bem como a geração ou verificação de novos métodos que conduzam a captação e ao processamento de informações com vistas a resolução de problemas de investigação. Por meio da metodologia científica, aluno, professor e pesquisador conseguem um contato mediador do conhecimento pelo questionamento construtivo e reconstrutivo do objeto de pesquisa, possibilitando a colocação do saber no plano sócio histórico e ético-político.

Um curso de Metodologia Científica deve se propor a desenvolver a capacidade de observar, selecionar e organizar cientificamente os fatos da realidade. A disciplina Metodologia Científica, que se expressa na composição da metodologia do trabalho científico e da metodologia da pesquisa, deve ser uma matéria instrumental a serviço de uma proposta de trabalho universitário. Enfim, por meio da Metodologia Científica a cria-se ou estimula-se o desenvolvimento do espírito crítico e observador do aluno, além da disciplina nos estudos, para que ele possa ver a realidade com toda sua nudez, analisando-a e refletindo sobre a luz de concepções filosóficas e teóricas. (BARROS; LEHFELD, 2014).

Infelizmente quando falamos em Metodologia Cientifica, boa parte das pessoas que passaram por uma universidade pensa apenas em levantar as referências bibliográficas e fazer fichamento, o que a limita a concepção de metodologia como algo restrito a procedimentos de registro (JUNIOR, 2017).

Dessa forma, os objetivos da Metodologia Científica como disciplina poderiam ser identificados como: análise das características essenciais que permitem distinguir ciência de outras formas de conhecer, enfatizando o método científico e não o resultado; análise das condições em que o conhecimento é cientificamente construído, abordando o significado de postulados e atitudes da ciência hoje; criação de oportunidades especiais para o aluno comportar-se cientificamente, levantando e formulando problemas, coletando dados para responder aos questionamentos, analisando, interpretando e comunicando resultados; capacitação do aluno para que ele leia criticamente a realidade e produza conhecimentos; criação de vetor de informações e referenciais para a montagem formal e substantiva de trabalhos científicos: resenhas, monografias, artigos científicos etc.; fornecimento de processos facilitadores à adaptação do aluno, integrando-o à universidade, minimizando suas dificuldades e apreensões quanto as formas de estudar e, consequentemente, de encontrar meios de extrair o maior proveito. (BARROS; LEHFELD, 2014).

Tipos de Metodologias

Segundo Teixeira (2014), não há uma única metodologia, a mesma pode ser classificada em metodologia acadêmica, metodologia da ciência (científica) e metodologia da pesquisa:

a) Metodologia Acadêmica: trata de inserir os aprendizes no mundo do saber e nas etapas de aprendizagem do conhecimento e sua expressão escrita. A Metodologia Acadêmica nos introduz no mundo do saber, pois trata da discussão sobre a construção do conhecimento e dos trabalhos acadêmicos que passamos a elaborar e apresentar quando enveredamos no meio acadêmico/universitário. É preciso compreender os diversos caminhos para a construção do conhecimento para podermos compreender as novas modalidades de trabalhos que iremos fazer, as novas atitudes que necessitaremos ter e as novas exigências que o meio acadêmico/universitário nos fará. O objetivo da Metodologia Acadêmica é estimular, desenvolver e viabilizar o aprender a aprender e o aprender a pensar, que se constituirão como mediações do processo de construção do conhecimento na universidade.

b) Metodologia da Ciência ou científica: num primeiro momento, discute o conceito de ciência, os tipos de conhecimentos, o conceito e paradigma e o de revolução científica, com base em Thomas Kuhn. Para fazermos ciência precisamos conhecer o que é a ciência e a Metodologia da Ciência, ou seja, Metodologia Científica.

A Metodologia Científica, nos fornece uma explicação sobre os paradigmas da ciência e suas superações, nos orienta sobre as possibilidades de caminhos que podemos seguir para a construção do conhecimento e nos dá pistas para compreendermos o que vem acontecendo com a pesquisa na atualidade.

Ao abordar o processo científico, a metodologia da ciência, além de descrever o que são os métodos científicos, inclui outros procedimentos que levam a formulação de hipóteses, elaboração de leis, explicações e teorias cientificas, fazendo também uma análise crítica deles. (BARROS; LEHFELD, 2014).

c) Metodologia da Pesquisa: com ênfase na construção e transmissão do conhecimento, apresenta os tipos de pesquisa; os métodos de investigação quanti e qualitativos; os tipos de estudos e suas características; as técnicas de amostragem, coleta e análise de dados; a estruturação de projetos e relatórios de pesquisa. Uma parte é dedicada ao pesquisador e outra ao orientador.

Quais são as quatro regras básicas da Metodologia?

Para Santos e Filho (2017), qualquer trabalho relativo à Metodologia Cientifica não pode prescindir das ideias do grande pensador René Descartes no seu trabalho Discurso sobre o método, no qual são apresentadas as quatro regras básicas da Metodologia:

1. Não aceitar jamais como verdadeira coisa que não se conheça a evidência como tal, ou seja, evitar cuidadosamente a precipitação e a prevenção, incluindo apenas, nos juízos, aquilo que se mostrar de modo tão claro e distinto ao espírito que não subsista dúvida alguma. A busca da verdade pressupõe a dúvida constante; para tanto, deve-se evitar prejulgamento, não formulando-se juízos a partir de opiniões sem que estas sejam evidentes. A clareza e a distinção são condições necessárias para se aceitar o que está sendo apresentado.

2. Dividir cada dificuldade a ser examinada, em tantas partes quantas possíveis para resolvê-las, permitindo que um problema de grande complexidade seja desdobrado em um problema mais simples e facilitando a sua solução. Todo e qualquer problema deve ser analisado, ou seja, decomposto em tantas partes possíveis e necessárias para a solução.

3. Estabelecer ordens nos pensamentos, começando pelos assuntos mais simples e fáceis de serem conhecidos, para atingir paulatina e gradativamente o conhecimento dos mais complexos, e supondo ainda uma ordem entre os que não se precedem normalmente uns aos outros. Realizada a análise, o desdobramento do problema, conforme a regra anterior, ordenam-se os pensamentos, iniciando pelos problemas mais simples e fáceis de serem solucionados, paulatinamente até os mais complexos, em um processo síntese.

4. Fazer, para cada caso, enumerações tão exatas e revisões tão gerais para que se tenha certeza de que nada tenha sido esquecido. Todo o trabalho desenvolvido deve ser rigorosamente revisado da forma mais ampla possível no sentido de que nada seja omitido.

Qual a diferença entre Análise e Síntese na Metodologia Científica?

Na Metodologia Cientifica, a análise e a síntese caminham passo a passo, pois, enquanto na Análise se desdobra o problema complexo em partes mais simples, a Síntese caminha no sentido inverso, ou seja, os resultados parciais obtidos nas partes mais simples são somados para se obter a solução do problema complexo. O processo sintético segue o caminho inverso da análise, ou seja, a partir de um problema conhecido, chega-se por via da dedução ao problema mais complexo, como na demonstração dos teoremas (SANTOS; FILHO, 2017)

Existe uma visão da Metodologia Científica?

Segundo Junior (2017), a visão geral da Metodologia Científica é composta por:

Visão geral da metodologia científica

Referências Bibliográficas:

ANDRADE, Maria Margarida de. Introdução à Metodologia do Trabalho Científico. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

BARROS, Aidil Jesus da Silveira; LEHFELD, Neide Aparecida de Souza. Fundamentos de Metodologia Científica. 3. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2014.

CAJUEIRO, Roberta Liana Pimentel. Manual para elaboração de trabalhos acadêmicos: guia prático do estudante. 3. ed. Petró…, RJ: Vozes, 2015.

CERVO, Amado L.; BERVIAN, Pedro A.; DA SILVA, Roberto. Metodologia Científica. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

DENCKER, Ada de Freitas Maneti; VIÁ, Sarah Chucid da. Pesquisa empírica em ciências humanas (com ênfase em comunicação). São Paulo: Futura, 2001.

JUNIOR, Celso Ferrarezi. Guia do Trabalho Científico: do projeto à redação final. São Paulo: Contexto, 2017.

MATTAR, João. Metodologia Científica na Era Digital. 4. ed. São Paulo: Saraiva, 2017.

OLIVEIRA, Maria Marly de. Como Fazer Pesquisa Qualitativa. 7. ed. Petró…, RJ: Vozes, 2018.

SANTOS, João Almeida; FILHO, Domingos Parra. Metodologia Científica. 2. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2017.

TEIXEIRA, Elizabeth. As três metodologias: acadêmicas, da ciência e da pesquisa. 11. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

Send this to a friend